Virginia satir.jpg

SOBRE

VIRGINIA SATIR

Conhecida como a "mãe da terapia familiar" (1916-1988).

Virginia Satir, começou sua vida profissional como educadora após graduar-se no Milwaukee State Teachers College (hoje Universidade de Wisconsin) em 1936. Enquanto trabalhava como professora de escola pública, Virginia desenvolveu um interesse em conhecer e trabalhar com os pais de seus alunos - reconhecendo desde cedo que o apoio dos pais não só produzia resultados mais bem sucedidos para seus alunos na sala de aula, como também libertava o potencial de cura dentro de suas famílias. Ela começou a ver a família como um microcosmo para o mundo maior, declarando, a famosa frase: "Se podemos curar a família, podemos curar o mundo".

Seu interesse em trabalhar com as famílias a levou a prosseguir seus estudos na Universidade de Chicago, onde obteve seu mestrado em Serviço Social em 1948. Desde o início de sua carreira, Virginia reconheceu o papel significativo que as famílias freqüentemente desempenham ao contribuir para os problemas de um indivíduo e, por extensão, seu papel crucial ao contribuir para o processo de cura.


Sua abordagem única e sua capacidade de ajudar clientes difíceis rapidamente levou ao reconhecimento e demanda como consultora, autora e treinadora de renome mundial - assim como inúmeros prêmios que incluíram ser eleita "Terapeuta Mais Influente" em duas pesquisas nacionais de psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais e terapeutas de casamento e família (Psychotherapy Networker, 2007).

Durante sua vida, Virginia escreveu vários livros amplamente aclamados sobre o tema da terapia familiar e ajudou a estabelecer organizações como o Mental Research Institute, International Human Learning Resources Network (IHLRN) e The Avanta Network (agora The Virginia Satir Global Network) com o objetivo de treinar e fornecer recursos para terapeutas. Ela permaneceu dedicada a ajudar os outros e trabalhou incansavelmente até sua morte em 1988 escrevendo e viajando pelo mundo como instrutora e conferencista.

O Modelo Satir acabou se expandindo além do âmbito da terapia familiar e tornou-se reconhecido como aplicável a todas as situações onde se deseja melhorar a comunicação humana e o crescimento, provando ser útil em áreas que vão desde terapia e trabalho social até educação e tecnologia da informação. Os princípios incorporados na combinação única da Virgínia Satir de inteligência, percepção e compaixão são universais em sua aplicabilidade à condição humana, e há poucas dúvidas de que ela merece seu status como uma das figuras mais significativas na história da terapia moderna.

(Texto original em Inglês, traduzido por Cecília Costa)

Fonte: site "The Satir Global Network